Prof.ª Ana Costa e Prof. Rodrigo Monteiro completam um ano na Direção da UFF Campos

Nomeados por meio da PORTARIA DE PESSOAL/UFF No 1.045, publicada no Diário Oficial em 19 de julho de 2021, a Diretora Ana Maria Almeida da Costa e o Vice-Diretor Rodrigo de Araujo Monteiro completaram, no último mês, o primeiro ano na gestão da UFF Campos com a proposta de garantir o efetivo protagonismo de cada um dos três segmentos que constituem a comunidade acadêmica do ESR e também de fortalecer a inserção social e a atuação desta Unidade na cidade de Campos dos Goytacazes e na Região Norte e Noroeste Fluminense.

Ao longo desse ano, a Direção defrontou-se com os desafios impostos pelos meses finais de trabalho exclusivamente remoto para adequação às determinações referentes à emergência de saúde pública decorrente do COVID-19, pelas suscetibilidades do retorno presencial e pelo intrincado contexto nacional das Universidades Federais. Primeiramente, em face da premência de gerir as atividades remotas da Unidade e de estruturar o iminente retorno presencial de forma gradual e segura, foram designados a Comissão Local de Acompanhamento e de Implantação das normativas institucionais voltadas ao enfrentamento da pandemia de COVID-19 e o Conselho Consultivo de Retomada Presencial, ambos presididos pelo vice-diretor, cujas atuações foram determinantes para viabilização do retorno e culminaram na elaboração do Guia de Convivência da UFF Campos. Concomitantemente, a diretora foi designada pelo reitor para presidir a Comissão para estabelecer a relação do CUV como Grupo de Trabalho COVID-19 da UFF, amplificando a contribuição da Unidade nas decisões globais da Universidade.

Apesar do temporário esvaziamento dos prédios, foram identificadas demandas de preservação e de manutenção do espaço do Instituto. À vista disso, uma força-tarefa da SOMA/UFF, supervisionada pelo Superintendente Mário Augusto Ronconi, foi convidada e realizou na Unidade, em setembro de 2021, serviços de pintura, roçada, poda, limpeza e instalações, juntamente com as equipes SWAT, Orbenk, Ctesa e UFF. Paralelamente, as obras do novo campus na XV de novembro seguiam em pleno andamento, bem como os esforços para impulsionar um novo investimento de recursos para a conclusão da obra. Nesse intento, a Diretora Ana Costa esteve na Câmara dos Deputados em Brasília, acompanhada pelo Reitor Antônio Cláudio Lucas da Nóbrega e outros representantes da UFF, participando de Reuniões da Bancada Parlamentar do Rio de Janeiro, intermediando a tão aguardada e, enfim, tão celebrada conquista do orçamento completo para a finalização das obras, graças à destinação das emendas de bancada tanto para a conclusão dos prédios da UFF Campos, quanto para a construção do Bandejão em Volta Redonda.

No campo da Política de Gestão dos servidores técnico-administrativos, a direção dialogou com os técnicos e técnicas de todos os setores da Unidade, afim de levantar os perfis desses servidores, pensando e articulando as possíveis aderências e promovendo realocações, como forma de atender a solicitações de recolocação e de abrandar a carência de servidores no Instituto. Além disso, houve a célere implantação do Programa de Gestão, viabilizando o teletrabalho e a retomada dos processos de flexibilização da jornada de trabalho, conforme opção dos servidores. Foram restabelecidos os atendimentos aos servidores ativos e inativos, bem como aos terceirizados e cedidos.

Preliminarmente, a equipe de gestão dedicou-se ao desfecho de pendências da gestão anterior. Foram atendidas inúmeras requisições da Ouvidoria UFF e concluídas sindicâncias. Foi designada uma nova Coordenação para a UNITI e constituída uma comissão para a retomada desse Projeto de Extensão tão importante. Foi estabelecido diálogo com a Comissão de Transição do SPA para, finalmente, viabilizar um local apropriado para as atividades do SPA-ESR. Após buscas, ponderações e visitações conjuntas, o Serviço de Psicologia Aplicada da UFF Campos ganhou uma nova casa, integrada ao campus da Unidade e com acessibilidade. O novo espaço com 7 salas de atendimento, sala de espera ao ar livre, sala para estagiários(as), sala para supervisões e espaços para atividades coletivas foi inaugurado com muito entusiamo, em uma solenidade que contou com a presença do reitor da Universidade.

A equipe comprometeu-se com a celeridade dos procedimentos administrativos no âmbito da Direção do ESR, relativos às demandas docentes como progressão, propostas de fomentos junto as agências e outras demandas específicas. O novo Colegiado de Unidade foi eleito e empossado. A efetivação de um espaço multicultural da UFF para a cidade no galpão da XV de Novembro foi encaminhada a partir da designação do Conselho Consultivo incubido do acompanhamento do projeto do Galpão Cultural e da captação de 250 mil reais na mobilização popular online por emendas participativas promovida pelo Deputado Glauber Braga.

No campo da Política direcionada aos Discentes, foram concebidas diferentes ações Institucionais de Promoção de Acolhimento na UFF Campos e uma busca contínua luta por mais assistência estudantil e garantias de permanência. Para atender as demandas dos estudantes, o BusUFF foi reativado em um processo coletivo, com vasta participação dos alunos nas deliberações e na construção das quatro rotas, que atendem os 3 turnos, e possibilita o acesso de centenas de estudantes ao campus. A gestão esteve também atenta às reivindicações dos egressos e, em articulação com o Reitor e a Pró-reitoria de Graduação (PROGRAD), oportunizou a entrega dos diplomas na Unidade, antes feita exclusivamente em Niterói.

No campo das Políticas de Reposicionamento da UFF em Campos dos Goytacazes e Região Norte e Noroeste Fluminense, houve substancial aproximação com órgãos dos poderes públicos e demais órgãos especializados da UFF, bem como com as Secretarias Municipais, para o estabelecimento de parcerias com os setores públicos, os privados e com a sociedade civil organizada na cidade e na região, afim de realizar projetos de pesquisa e de extensão, de estabelecer campos de estágios e de renovar convênios.

Com relação ao seguimento de sua gestão, a Diretora revelou suas expectativas: “Para os próximos anos, numa conjuntura em que a Educação esteja no centro da agenda governamental, vamos de forma coletiva criar melhores condições de trabalho para o grupo de técnicos e técnicas, para docentes e, consequentemente, vamos acolher e acompanhar melhor nossos alunos e nossas alunas nos prédios novos e seguir trabalhando para que o projeto do Galpão Cultural seja realizado, com a captação dos recursos necessários para a sua construção. Esperamos, ainda, ampliar as oportunidades de estágio remunerado e bolsas de Iniciação Científica, de Desenvolvimento Acadêmico, de Extensão e tantas outras, para o grupo de discentes da nossa Universidade.”

Finalmente, a Direção expressou-se acerca desse início de trabalho: “Durante esse primeiro ano de gestão que estamos completando, num cenário de redução de investimentos na Educação, nos desafiamos todos os dias, junto à esta potente equipe de técnicas e técnicos, de docentes e dessa estudantada organizada, aguerrida e solidária, que vem com suas demandas e sua participação nos ajudando a reerguer e a construir a nossa UFF. O momento é de agradecer a todas e todos da Comunidade Acadêmica, incluindo nesse grupo estes importantes trabalhadores, que são todos aqueles chamados terceirizados.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima